Cupins

Rio de Janeiro, | RJ | Pragas Urbanas | Eliminar Cupins | Matar Cupins
Lampada dedetização
Aceitamos cartões visa e visa electron
Telefones Dedetizadora | 3559-7300 ou 7861-7527
Bayer

Pular para o conteúdo do site

Caso não consiga ver o flashNunca foi tão fácil eliminar os cupins

Dedetização de Cupins

Diga não aos cupins

Sem beleza natural e dotada de um vôo descompassado e sem graça ao redor de um ponto luminoso, as formas aladas dos cupins se mostram nos ambientes formando grandes nuvens, geralmente ao entardecer dos dias ensolarados em algumas épocas do ano.

Aparentemente inofensivos, os cupins perdem as asas, caem no solo, juntam-se em pares e iniciam a busca em alguma parte do ambiente humano para a construção de um novo ninho.

Já estabelecidos, copulam e a fêmea realiza a primeira postura. A partir daí, iniciam a demonstração do fantástico potencial de organização social, gerando castas com indivíduos morfologicamente diferenciados em operários, soldados, reis e rainhas, que irão desenvolver funções específicas.

Os operários são os indivíduos encarregados da construção e da manutenção do ninho e das galerias ou túneis de forrageamento. Entretanto, a principal função desta casta é buscar no ambiente a celulose (principal fonte alimentar dos cupins), preparar e oferecê-la a todos os indivíduos da colônia.

Os soldados são os indivíduos cuja única função é realizar a proteção do ninho e de todos os demais membros da colônia.

Os reis e as rainhas são as castas sexuadas necessárias à reprodução e conseqüentemente à perpetuação da espécie.

No desempenho das funções, os operários são considerados os grandes inimigos do homem, pois na busca da celulose, causam sérios prejuízos econômicos e imensuráveis perdas à memória humana.

o Rei e a Rainha são os mais importantes membros da colônia. Suas únicas funções são o acasalamento e a postura de ovos. Outros cupins alimentam e cuidam da rainha, que pode viver de 25 a 50 anos.

Os cupins vivem em sociedade altamente eficiente e organizada. Infelizmente esta organização e eficiência causam fortes danos.

Rainha - Rei

Rainha dos CupinsRei dos Cupins

Ovos

Ovos dos cupins

Milhares deles são produzidos anualmente pela rainha e são cuidados pelos operários. Dos ovos nascem as ninfas, que são alimentadas por substância regurgitada pelos operários. Passam por uma série de estágios de crescimento antes de pertencerem a uma das castas abaixo:

Operário

Ovos dos cupins

Estéreis e cegos buscam material celulósico para alimentar toda a colônia. Alguns cuidam da rainha, ovos, soldados e ninfas.

Soldado

Ovos dos cupins

Em seu estágio final os soldados apresentam uma cabeça grande com fortes mandíbulas. São geneticamente programados para proteger a colônia contra o ataque de inimigos externos como as formigas.

Reprodutor de substituição

Reprodutor de substituição

Substituirão a rainha e o rei em caso de morte.

Revoada

Revoada

Substituirão a rainha e o rei em caso de morte.

Ocorre quando os reprodutores com asas (siriris) deixam a colônia. Operários os ajudam a percorrer os túneis até a saída. Não conseguem voar grandes distâncias e caem rapidamente no solo. Arrancam suas asas e formam casais.

Casal

Revoada

O casal recém-formado encontra um local apropriado para formar sua própria colônia como rei e rainha. O ciclo de vida dos cupins se repete quando a rainha começa a postura de ovos que se tornarão ninfas, operários, soldados ou reprodutores.

CICLO DE VIDA DOS CUPINS

Ciclo de vida dos cupins

ALGUNS TIPOS DE CUPINS

- Cupim subterrâneo ou cupim de solo (Coptotermes haviland)

São assim denominados pelo fato de constituírem colônias freqüentemente abaixo da superfície do solo, atacando as madeiras que estão em contato direto com solo e alvenaria das construções. Fazem seus ninhos em lajes, caixões perdidos, juntas de dilatação dentro de redes hidráulicas e condutores elétricos, sem nenhum contato com o solo. A ligação entre a colônia e a fonte de alimentos (celulose) pode ser feita por meio de túneis em vários componentes como pisos, paredes, cordões de gesso, mesmo que o ninho esteja localizado a dezenas de metros da área construída.

Cupim de solo

Nome:

Cupim de Solo

Descrição:

Dos insetos que andam em grupo, este é o que causa maior dano às estruturas em madeira, com seus ninhos geralmente no solo. Os que têm asas medem apenas 1,3 cm de comprimento. Soldados operários medem 0,6cm de comprimento



- Cupim de madeira seca (Cryptotermes brevis)

Esses cupins nidificam dentro das próprias peças de madeira das quais se alimentam. A denominação cupim de madeira seca advém do fato de essas madeiras apresentarem um teor de umidade relativamente baixo. O ataque é percebido principalmente pelo acúmulo de resíduos em forma de pequenos grânulos encontrados junto à peça atacada. Uma colônia de cupins de madeira seca possui um número de indivíduos bem menor quando comparado aos subterrâneos. O ataque nesse caso se processa de forma mais lenta.

Cupim de Madeira

Nome:

Cupim da Madeira

Descrição:

Com aproximadamente 0,9 cm, este inseto geralmente só é notado quando já causou enormes prejuízos. Os cupins adultos, nos meses mais quentes do ano, saem em revoada e, depois de perderem as asas em volta de lampadas acesas.


Descupinização

Etapas do tratamento: Descupinização

  • Inspeção do local;
  • Identificação do inseto;
  • Tratamento (técnica a ser adotada);
  • Selecionar produto;
  • Selecionar equipamentos;
  • Profilaxia;
  • Retirar núcleos/sub-núcleos;
  • Garantia (estabelecer cronograma de inspeção pós-tratamento).

Tipos de tratamento: Descupinização

A descupinização será realizada após a indetificação da espécie... Pest Controll:

Descupinização com Tratamento em madeiramento – Serão feitas furações estratégicas para injeção do inseticida no madeiramento. Após este procedimento, realiza-se uma pulverização externa, criando uma camada de proteção.

Descupinização com Barreira química – Paredes de alvenaria ou lajes de concreto são furadas com brocas especificas. O inseticida será injetado, impedindo a invasão e circulação dos cupins nas áreas tratadas.

Descupinização com Tratamento de conduítes – A aplicação será feita por meio de bloqueio com pó químico através de povilhadeiras.

Descupinização com Tratamento de solo – Será através de encharcamento do solo com inseticidas, em uma trincheira de aproximadamente 30 cm de profundidade, ou com lanças que penetram o solo, em todo o perímetro da área infestada.

Descupinização Localizado – Consiste em aplicar a calda cupinicida diretamente no local afetado por injeção, tratando cada ponto separadamente.

A descupinização será realizada para cada tipo de tratamento, utilizamos técnicas especiais e equipamentos apropriados, como pulverizadores de alta pressão, trados e agulhas injetoras. São solventes de baixo odor e de maior penetração na madeira com cupinicida de maior efeito residual choque e desalojante.

No tratamento definitivo contra ataques de cupins dispomos de técnicos especializados e equipamentos de ponta, resultando em qualidade total nos serviços prestados. Das várias espécies de cupins existentes na área urbana, os cupins subterrâneos são os mais destrutivos

Barreira proterora de cupins

Os principais grupos de cupins de importância econômica são os Cupins Subterrâneos e os Cupins de Madeira Seca, descritos abaixo:

Colônia de cupim

Colônia de cupim


Cupim Subterrâneo

Um inimigo silencioso e invisível que consome seu patrimônio e seus investimentos Atacam edificações (casas e prédios de escritórios e de apartamentos) consumindo madeira (armários embutidos, guarnições, móveis fixos), celulose de livros e roupas. Invadem o imóvel, vindos do solo, espalhando-se pela construção. Estabelecem colônias dentro do próprio prédio. A colônia de cupins é uma sociedade complexa que está estrategicamente escondida. Os principais gêneros de cupins subterrâneos são: coptotermes e heterotermes.

O controle de cupins subterrâneos não é fácil e simples como se imagina. Para o controle de cupins, a PEST CONTROLL investe em capacitação técnica dos seus técnicos e operadores. Nossos técnicos possuem amplos conhecimentos da biologia e comportamento dos cupins, participando de congressos e seminários, parcerias com fabricantes como a Dow AgroSciences e contatos permanentes com órgãos de pesquisa.


Cupim em Caixão Perdido - Cupim de Madeira Seca

Cupim em caixão perdidoCupim de Madeira seca


Infestação de cupim - Caminhos de cupim de solo

Infestação de cupimCaminhos de cupim de solo


Cupins de Madeira Seca

Pertencem a outro grupo de cupins. Atacam peças de madeira e móveis, destruindo-os com o passar do tempo. Raramente migram para outras partes, mas exigem tratamento específico, localizado. Sua presença é indicada pelo aparecimento de um pó, claro ou escuro, constituído por pequenas esferas, duras ao tato.

Os sintomas de ataque do cupim de madeira seca normalmente se confundem com o ataque de brocas pela similaridade dos dejetos. A diferença está na granulométrica, o cupim de madeira seca tem o pozinho granulado e a broca tem o pozinho fino.

Cupins de Madeira Seca(Cryptotermes) - Pó decorrente da ação docupim de madeira seca

Cupins de madeiras secasPó decorrente da ação

Casa destruída por cupins de madeira - Carpete de madeira Destruída por cupins de madeira

Casa destruída por cupins de madeiraDestruída por cupins de madeira

Existem mais de 500 espécies de cupins no Brasil e predominantemente temos nas áreas urbanas grandes incidências das seguintes espécies:

Cupim de madeira seca – Cryptotermes brevis

Cupim de solo - Coptotermes havilandi

“Broquinha” - Cerambycibae (Classe dos besouros xilófagos)

Clico da vida do Cupim

Ciclo da vida do cupim

Entre em contato, e descreva seus problemas com os Cupins

  • Nome.:
  • Tel . :
  • E-mail.:
  • Como conheceu o site?
  • Mensagem

Cidade onde a pestcontroll conseguiu eliminar Cupins

  • Angra dos Reis
  • Aperibe
  • Araruama
  • Areal
  • Armacao de Buzios
  • Arraial do Cabo
  • Barra Mansa
  • Belford Roxo
  • Bom Jardim
  • Bom Jesus do Itabapoana
  • Cabo Frio
  • Cachoeiras de Macacu
  • Cambuci
  • Campos dos Goytacazes
  • Cantagalo
  • Carapebus
  • Cardoso Moreira
  • Carmo
  • Casimiro de Abreu
  • Comendador Levy Gasparian
  • Conceicao de Macabu
  • Cordeiro
  • Duas Barras
  • Duque de Caxias
  • Engenheiro Paulo de Frontin
  • Guapimirim
  • Iguaba Grande
  • Itaborai
  • Itaguai
  • Italva
  • Itaocara
  • Itaperuna
  • Itatiaia
  • Japeri
  • Laje do Muriae
  • Macae
  • Macuco
  • Mage
  • Mangaratiba
  • Marica
  • Mendes
  • Miguel Pereira
  • Miracema
  • Natividade
  • Nilopolis
  • Niteroi
  • Nova Friburgo
  • Nova Iguacu
  • Paracambi
  • Paraiba do Sul
  • Parati
  • Paty do Alferes
  • Petropolis
  • Pinheiral
  • Pirai
  • Porciuncula
  • Porto Real
  • Quatis
  • Queimados
  • Quissama
  • Resende
  • Rio Bonito
  • Rio Claro
  • Rio das Flores
  • Rio das Ostras
  • Rio de Janeiro
  • Santa Maria Madalena
  • Santo Antonio de Padua
  • Sao Fidelis
  • Sao Francisco de Itabapoana
  • Sao Goncalo
  • Sao Joao da Barra
  • Sao Joao de Meriti
  • Sao Jose de Uba
  • Sao Jose do Vale do Rio Preto
  • Sao Pedro da Aldeia
  • Sao Sebastiao do Alto
  • Sapucaia
  • Saquarema
  • Seropedica
  • Silva Jardim
  • Sumidouro
  • Tangua
  • Teresopolis
  • Trajano de Morais
  • Tres Rios
  • Valenca
  • Varre-Sai
  • Vassouras
  • Volta Redonda
  • Rio de Janeiro
  • RJ
O que você precisa saber para previnir Cupins
Utilizar madeiras naturalmente inatacáveis por cupins, tais como: peroba do campo, peroba rosa, jacarandá, pau ferro, braúna, sucupira, copaíba, orelha de moça, roxinho e maçaranduba.
Colocar telas com malha de 1,6 mm em portas, janelas, basculantes e outras aberturas para evitar a entrada de cupins, durante as revoadas nupciais.
Evitar estocagem inadequada de madeiras e seus derivados, principalmente em locais úmidos.
Vistoriar periodicamente, rodapés, forros, armários, estantes, esquadrias e outras estruturas de madeira, a fim de detectar qualquer início de infestação por cupins, facilitando o controle.
Retirar o madeiramento usado durante as obras imediatamente após o término das mesmas, a fim de evitar possíveis infestações no imóvel.
Retirar e destruir madeiras infestadas, preferencialmente, queimando-as em lugares adequados.
Em bibliotecas e arquivos, usar sempre que possível estante metálica.

Confira outras pragas urbanas

Navegue pelo site